⚡ Curiosidades, celebs, séries, músicas, cinema e muito mais!

+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

A trágica história por trás da foto do garoto de 14 anos caindo do trem de pouso de um avião nos anos 1970 9

A trágica história por trás da foto do garoto de 14 anos caindo do trem de pouso de um avião nos anos 1970

No dia 24 de fevereiro de 1970, o fotógrafo John Giplin, enquanto registrava aviões decolando no aeroporto de Sidney, capturou inadvertidamente um dos momentos mais surpreendentes e trágicos da história da aviação. A imagem, à primeira vista, parece surreal e impossível, mas é a representação dos últimos instantes de vida de Keith Sapsford, um adolescente australiano de 14 anos que caiu do trem de pouso de um avião DC-8 a uma altura de sessenta metros, momentos após a decolagem.

A história por trás da foto é repleta de camadas extraordinárias, revelando como a vida pode ser tanto aleatória quanto trágica. John Giplin, o fotógrafo por trás da lente, não tinha a menor ideia do que havia capturado até revelar o filme. Sua presença casual no aeroporto de Sidney para testar sua câmera acabou sendo o acaso que documentou o último e chocante capítulo na vida de Keith Sapsford.

Keith, de acordo com relatos de seu pai, CM Sapsford, era um jovem curioso e inquieto, constantemente em busca de aventuras e do desconhecido. Suas escapadas anteriores já tinham levado a família a uma viagem ao redor do mundo, mas sua ânsia por mais o levou a fugir novamente em 21 de fevereiro de 1970. No dia seguinte, foi declarado como desaparecido.

O mistério da sua ausência só foi desvendado quando se descobriu que Keith havia se infiltrado no aeroporto de Sidney e se escondido no compartimento do trem de pouso de um avião da Japan Airlines, que se preparava para voar de Sidney para Tóquio. Escalando a roda do avião, permaneceu escondido por horas. Infelizmente, após a decolagem e o recolhimento do trem de pouso, Keith caiu de uma altura vertiginosa.

Os médicos que analisaram o caso afirmam que, mesmo se Keith não tivesse caído, as condições extremas a bordo, como as baixas temperaturas e a falta de oxigênio, tornariam improvável a sua sobrevivência. Havia também o risco de ser esmagado pelas rodas do avião. Surpreendentemente, ninguém a bordo percebeu a tragédia que se desenrolava sob suas asas.

A fotografia de Giplin se tornou um testemunho gráfico desse evento extraordinário e sombrio. Caso o fotógrafo não tivesse capturado o momento exato da queda de Keith, a história poderia ter sido classificada apenas como um desaparecimento misterioso, sem uma das imagens mais chocantes e inacreditáveis da história da aviação. O registro acidental de Giplin eternizou um trágico episódio que continua a fascinar e assombrar até os dias de hoje.

Compartilhe essa notícia ✈️
0
Compartilhar
URL compartilhável
👀 Talvez você queira saber
0
Compartilhar