⚡ Curiosidades, celebs, séries, músicas, cinema e muito mais!

+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

VÍDEO: China lança primeira âncora virtual de telejornal, criada por Inteligência Artificial para substitui humanos 13

VÍDEO: China lança primeira âncora virtual de telejornal, criada por Inteligência Artificial para substitui humanos

A China tem sido um dos países líderes no desenvolvimento e aplicação de tecnologias de Inteligência Artificial (IA). Agora, o país deu mais um passo inovador ao lançar a primeira âncora virtual de telejornal, criada completamente por IA.

A âncora virtual foi lançada pela agência estatal de notícias Xinhua em novembro de 2018. A versão inicial da âncora era baseada em imagens e voz de um apresentador humano, mas a versão mais recente é criada completamente por IA, com um avatar gerado por computador e uma voz gerada por síntese de fala.

A âncora virtual tem a capacidade de ler notícias em chinês e inglês, e a Xinhua já a utilizou em relatórios de notícias ao vivo e gravações pré-gravadas. O objetivo da agência de notícias é tornar a âncora virtual uma parte regular da sua equipe de apresentadores.

  • Na sua estreia na TV, Ren disse que foi treinada com habilidades de “milhares de âncoras”.
  • “Por 365 dias, estarei relatando notícias, 24 horas por dia, sem descanso”, afirmou.
  • Diferente de um jornalista humano, Ren segue apenas o que está escrito em um roteiro programado, sem autonomia para mudar seu discurso ao vivo.

Embora a tecnologia por trás da âncora virtual seja impressionante, ela também gerou algumas preocupações. Algumas pessoas temem que a criação de âncoras virtuais possa levar a um declínio na qualidade do jornalismo e a uma maior disseminação de notícias falsas. Além disso, a criação de âncoras virtuais também pode levar a uma perda de empregos para apresentadores humanos.

Veja o vídeo:

Experimento de longa data

  • Ren não foi a primeira jornalista virtual da China. O primeiro apresentador alimentado por IA foi apresentado em 2019 e se chama Guo Guo, progamado para se portar como um repórter da “vida real” chamado Guo Xinyu.
  • Desde então o mesmo foi tentado por outros meios de comunicação estatais chineses (Xinhua, Beijing TV, Hunan TV e CCTV), segundo as informaçoes do What’s on Weibo.
  • Durante os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 em Pequim, também houve um anfitrião virtual e o primeiro apresentador de linguagem de sinais de IA da China, acrescenta a publicação.

No entanto, os defensores da tecnologia argumentam que ela pode ser usada para melhorar a qualidade e a eficiência do jornalismo. Por exemplo, a IA pode ser usada para analisar grandes quantidades de dados e fornecer insights valiosos para os jornalistas. Além disso, a tecnologia pode ser usada para criar apresentadores virtuais que falam diferentes idiomas, o que pode ajudar a tornar as notícias mais acessíveis para audiências globais.

Independentemente das opiniões sobre o uso de âncoras virtuais de telejornal, é evidente que a China está liderando a carga no desenvolvimento de tecnologias de IA. É provável que vejamos mais inovações no futuro, tanto na China quanto em todo o mundo.

Compartilhe essa notícia ✈️
0
Compartilhar
URL compartilhável
👀 Talvez você queira saber
0
Compartilhar