in

AFFAFF

Apesar de decisão judicial, metrô de Belo Horizonte cobra passagem neste domingo

Apesar da determinação da Justiça, a Companhia de Trens Urbanos de Minas Gerais (CBTU-MG) está cobrando passagem neste domingo (30), dia do 2º turno das Eleições 2022. O Judiciário ordenou que a tarifa fosse de graça, das 7h às 18h, para os cidadãos que apresentassem o título de eleitor e precisassem do transporte para votar.

“Não tem nenhuma determinação da empresa para liberar”, falou uma funcionária na Estação Central, em Belo Horizonte, aos passageiros que cobram pela gratuidade.

A passageira Lorraine Ferreira trabalhou à noite toda e estava contando com transporte para ir votar.

“A gente sabe que nesse país a lei só cumpre para quem tem dinheiro. Nós somos os menos favorecidos estamos aí pagando passagem”, desabafou.

Luziane Maria também estava no local e também reclamou.

“Deveria ser de graça, né? Para fazer valer os direitos”.

Segundo o Sindicato dos Empregados em Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindimetro-MG), uma mensagem foi enviada aos funcionários orientando que ninguém receba qualquer notificação da Justiça. Representantes do grupo estão nas estações da cidade e orientam os passageiros a acionar a polícia, em função do descumprimento da medida.

“Nenhum funcionário está autorizado a receber intimação da empresa; a Companhia Brasileira de Trens Urbanos em Minas Gerais (CBTU-MG) não foi notificada da decisão da justiça”, diz a mensagem encaminhada à reportagem.

Ainda de acordo com o sindicato, a diretoria da CBTU-MG não atendeu a nenhuma das ligações feitas e não respondeu mensagem.