⚡ Curiosidades, celebs, séries, músicas, cinema e muito mais!

+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

A triste história da família que viaja o mundo antes que seus filhos fiquem cegos 9

A triste história da família que viaja o mundo antes que seus filhos fiquem cegos

https://misteriosdomundo.org/a-triste-historia-da-familia-que-viaja-o-mundo-antes-que-seus-filhos-fiquem-cegos/

A família Lemay-Pelletier é um exemplo inspirador de como os pais podem transformar a adversidade em uma oportunidade de crescimento e exploração. Com três de seus filhos diagnosticados com retinite pigmentosa, uma doença sem cura que eventualmente os deixará cegos, Edith e Sébastien decidiram fazer uma viagem de um ano ao redor do mundo para criar o máximo possível de memórias visuais.

A história deles tocou o coração de muitos e serve como um lembrete de que a vida é imprevisível e que devemos valorizar cada momento com nossos entes queridos. A viagem deles foi uma prova de sua resiliência e determinação de aproveitar ao máximo o tempo que passaram juntos.

Família canadense faz viagem pelo mundo antes que filhos percam a visão | CNN Brasil Soft

A retinite pigmentosa é uma doença genética que afeta a retina, a parte do olho que detecta a luz e envia sinais ao cérebro. Geralmente começa na infância e causa perda de visão ao longo do tempo, eventualmente levando à cegueira legal na meia-idade. A doença afeta aproximadamente 1 em cada 4.000 pessoas em todo o mundo e não tem cura conhecida.

 

Para a família Lemay-Pelletier, o diagnóstico foi devastador, mas eles se recusaram a deixar que isso os definisse. Em vez disso, eles decidiram embarcar em uma jornada que criaria memórias duradouras para seus filhos e lhes permitiria experimentar a beleza do mundo antes que a visão deles se deteriorasse ainda mais.

A viagem começou em março de 2022, sem roteiro fixo. Eles começaram sua jornada na África, onde viram elefantes, zebras e girafas de perto, antes de seguirem para a Turquia, Mongólia e Indonésia. Eles se concentraram em experimentar diferentes culturas e ver animais e plantas incríveis que não teriam visto em casa.

Ao longo da viagem, Edith e Sébastien enfatizaram a importância de viver o presente e valorizar cada momento. Eles documentaram sua jornada nas mídias sociais, compartilhando suas experiências e inspirando outras pessoas a aproveitar ao máximo seu tempo com seus entes queridos.

 

A jornada deles também aproximou a família, pois eles tiveram que confiar um no outro mais do que nunca. Ao viajar de um país para outro, eles estão aprendendo a se adaptar a novos ambientes e culturas e a apreciar as coisas simples da vida.

Para Mia, Colin e Laurent, a viagem foi uma experiência transformadora. Apesar dos desafios que enfrentam, eles conseguiram ver o mundo e criar memórias duradouras com sua família. Eles aprenderam a ser resilientes e a apreciar a beleza do mundo, mesmo diante das adversidades.

A jornada deles também foi um lembrete da importância da esperança. Embora não haja cura para a retinite pigmentosa, a família Lemay-Pelletier continua otimista de que a ciência encontrará uma solução. Eles esperam que sua viagem não apenas crie memórias, mas também aumente a conscientização sobre a doença e inspire outras pessoas a apoiar os esforços de pesquisa.

Compartilhe essa notícia ✈️
0
Compartilhar
URL compartilhável
👀 Talvez você queira saber
0
Compartilhar