in

GRRGRR AFFAFF ForçaForça KKKKKK AINAIN AmeiAmei

Site com polaroids do Jeffrey Dahmer explode em visitas mensais

ESTA É UMA MATÉRIA EXCLUSIVA DO POPTIME, CASO USE-A, DÊ OS DEVIDOS CRÉDITOS.

Que a série da Netflix, “DAHMER: Um Canibal Assassino” sobre o serial killer Jeffrey Dahmer é um sucesso, todos nós sabemos. A série quebrou recordes históricos na plataforma e entrou no Top 5 das séries mais assistidas da história da Netflix.

Contando a história do serial killer homossexual Jeffrey Dahmer, que assassinou 17 homens e jovens entre 1978 à 1991, sendo a maioria nos anos de 1989 e 1991, seus crimes ainda envolviam estupro, necrofilia e canibalismo e ficou famoso como “O Canibal de Milwaukee“, cidade onde morava.

Nas redes sociais, não se fala de outra coisa. Os jovens, principalmente, passaram a idolatrar o assassino, fazendo edits e montagens com o criminoso. Desde o lançamento da série Netflix, interpretada pelo Evan Peters, já houveram relatos de pessoas se masturbando enquanto assistiam a série, brasileiro se fantasiando do canibal para festa do Halloween, mulher fantasiando a própria filha do canibal e empresas online banindo fantasias do assassino para que ninguém estivesse por aí fantasiado como um assassino em série e brutal em pleno Halloween.

O caso mais recente que está viralizando nas redes, é de um link, apontando para o site “The Crime Mag“, que estão divulgando no TikTok e outras redes. As pessoas afirmam que no site há fotos tiradas pelo assassino, as famosas polaroids que Jeffrey tirava de suas vítimas, sejam elas bêbadas, desmembradas e até com os corpos ensanguentados e órgãos removidos.

@totallynotrhea_

so sad 😢 #jeffreydahmer #jehfreydahmernetflix

♬ original sound – chloe • strangeloki_

A equipe do POPTime conferiu o site e, infelizmente, é verídico. Algumas das inúmeras fotos que Jeffrey tirou das suas vítimas, estão expostas neste site. A maioria delas, são das vítimas, já drogadas, fazendo poses para as fotos que Dahmer obrigava que eles tirassem. Duas delas, infelizmente, são de vítimas de Dahmer.

Uma das fotos é de uma das vítimas, com o órgão, cabeça e mãos cortadas. O outro, é de uma das vítimas com, acredite, o corpo aberto, exposto, sem NENHUM órgão.

As imagens são extremamente sensíveis e não recomendamos que você vá atrás, por ser um conteúdo brutal.

O que choca, nisso tudo, é que o “The Crime Mag“, site que divulgou as fotos tiradas pelo canibal, recebeu MILHARES de visitas neste mês de setembro, quando a série foi lançada na Netflix. O site cresceu absurdamente e foi de 140 mil visitantes únicos por mês para 6,4 MILHÕES, recebendo 8,1 MILHÕES de visitas no geral, contando com quem reabriu o site para ver o conteúdo. É um crescimento de, acreditem ou não, 4.500% nas visitas, afirma o site de estatísticas Semrush.

A série da Netflix está gerando muita polêmica e já foi acusada de sexualizar e de simpatizar com o assassino, após a série de pessoas que estão idolatrando Jeffrey Dahmer nas redes sociais. O conteúdo brutal do site The Crime Mag continua lá, além de inúmeras fotos de outros assassinos em série, para quem quiser acessar.

Mas e aí, o que acha sobre toda essa repercussão voltar à tona por conta de uma série? Teria coragem de acessar as polaroids macabras de Dahmer? O link em questão, está disponível para quem tiver coragem de acessá-lo no Google.