in

Mulher dispara na própria cabeça após tirar selfie com arma

Uma mulher de 36 anos acabou com a própria vida após decidir tirar uma selfie com a arma de fogo de um amigo no último domingo (20) em Araras, no interior de São Paulo.

Eva Cristina Dias recebeu uma carona do amigo, Felipe Teodoro Gomes, 30 anos, até a casa dela no bairro Jardim José Ometto, em Araras.

Por volta das 4h30 de domingo (20), ela disse que queria tirar uma foto segurando a arma dele – uma pistola taurus, calibre 9mm.

Enquanto se posicionava para o clique, Eva Cristina Dias acabou disparando a arma contra sua própria cabeça.

Ela ficou gravemente ferida e precisou ser encaminhada para um pronto socorro da região. O estado de saúde de Eva piorou e ela morreu na madrugada de segunda-feira (21) no hospital.

Felipe Teodoro Gomes, amigo de Eva e dono da arma, tem registro de CAC (caçador, atirador e colecionador). Esse tipo de porte permite o transporte da arma apenas no trajeto de casa ou local de guarda, até onde o atirador treina (como clube de tiro).

Durante a investigação, a polícia constatou que Felipe Teodoro Gomes não tinha permissão para portar a pistola que matou sua amiga acidentalmente. Resultado? O homem foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.

A polícia atribuiu a ele os crimes de lesão corporal e homicídio culposos, quando não há intenção de matar. Depois de pagar uma fiança de R$ 3.000, ele vai responder em liberdade.

Veja abaixo uma imagem do modelo de arma que, acidentalmente, matou Eva:

Pistola Taurus

Questionado pelo jornal ‘Folha de S. Paulo‘, Felipe Teodoro Gomes afirmou que não iria se manifestar.

Ele alegou que vocês [da Folha] não são imparcial [sic], são de esquerda e que seu depoimento “já tá na delegacia”.

Segundo informações da ‘Folha’, a arma foi apreendida e a polícia vai avaliar o que teria feito a pistola disparar acidentalmente.