⚡ Curiosidades, celebs, séries, músicas, cinema e muito mais!

+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

VÍDEO: Três brasileiros afirmam terem sido torturados em um bar de Lisboa, em Portugal 13

VÍDEO: Três brasileiros afirmam terem sido torturados em um bar de Lisboa, em Portugal

Três brasileiros foram vítimas de violência física e tortura em um bar de Lisboa, Portugal, gerando indignação e levantando questões sobre a segurança na região.

O incidente ocorreu na madrugada do dia 22 de maio, na boate Titanic Sur Mer, localizada na região do cais do Sodré. Jefferson Gomes Tenório, um alagoano de 29 anos, e seu namorado, Luís Almeida, de 30 anos, estavam acompanhados da prima de Luís quando foram agredidos por seguranças após um desentendimento.

Jefferson, que reside em Portugal, relatou que eles permaneceram no estabelecimento até cerca de 3h e, ao decidirem ir embora, ele voltou ao bar para usar o banheiro.

Quando seu companheiro tentou entrar para procurá-lo, foi impedido pelos seguranças, o que resultou em um conflito. Segundo Jefferson, Luís foi empurrado pelos seguranças sem motivo aparente, e ao tentar defendê-lo, tanto ele quanto a prima também foram agredidos.

A violência sofrida pelos brasileiros levanta questionamentos sobre as motivações por trás do incidente. Jefferson não tem certeza se a agressão foi motivada por sua orientação sexual, pela cor de seu namorado ou pela nacionalidade deles. Em um relato compartilhado nas redes sociais, Jefferson afirmou ter sido torturado e agredido inúmeras vezes, incluindo afogamento no Rio Tejo.

Ele também mencionou que objetos de valor, como relógios e anéis, desapareceram durante o episódio de violência.

Assisa ao vídeo feito pela vítima:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Jefferson Gomes (@jeffersontenorio2)

Após a chegada da polícia, os agredidos foram levados a um hospital, onde receberam atendimento médico. No entanto, Jefferson afirma que a polícia portuguesa não tomou medidas adequadas para lidar com a situação. Ele teve seu nariz fraturado em três partes e precisou passar por uma cirurgia de três horas.

A publicação do relato nas redes sociais gerou uma onda de solidariedade e denúncias de episódios semelhantes ocorridos no mesmo bar e em outros estabelecimentos da região. Usuários comentaram que conheciam pessoas que também foram vítimas de violência no local e que a polícia não agiu de forma efetiva. Relatos de agressões contra imigrantes e brasileiros em bares da região foram compartilhados, levantando preocupações sobre a impunidade desses casos.

O GLOBO tentou entrar em contato com a boate Titanic Sur Mer para obter um posicionamento sobre o incidente, mas até o momento da publicação desta reportagem, não obteve retorno.

O caso dos brasileiros agredidos em Lisboa expõe a necessidade de uma investigação minuciosa sobre o ocorrido, bem como medidas efetivas para garantir a segurança e a proteção de todas as pessoas, independentemente de sua nacionalidade, cor ou orientação sexual. A comunidade brasileira em Portugal espera que as autoridades competentes tomem as devidas providências para evitar a impunidade e garantir a justiça nesse caso.

Compartilhe essa notícia ✈️
0
Compartilhar
URL compartilhável
👀 Talvez você queira saber
0
Compartilhar