⚡ Curiosidades, celebs, séries, músicas, cinema e muito mais!

+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

Suposto filho de Gugu pede exame de DNA. Corpo pode ser exumado 13

Suposto filho de Gugu pede exame de DNA. Corpo pode ser exumado

A disputa em torno do testamento de Gugu Liberato, falecido em novembro de 2019, continua a se desenrolar, e, desta vez, surge um suposto novo filho do renomado artista. Ricardo Rocha, de 48 anos, alega ser filho do comunicador e solicita que um exame de DNA seja realizado para comprovar sua relação de parentesco.

De acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, durante a audiência judicial realizada nesta quarta-feira (21/6) para discutir o destino da herança do apresentador, os filhos de Liberato e sua irmã, Aparecida, foram intimados pela Justiça.

Aparecida, Marina, Sofia e João Augusto Liberato receberam, segundo a jornalista, uma notificação judicial referente a uma ação de investigação de paternidade, que requer que os supostos familiares se submetam a um exame de DNA.

Caso se recusem a realizar o exame que poderia confirmar a existência de um novo filho de Gugu Liberato, Ricardo Rocha solicita a exumação do corpo do apresentador para que o teste possa ser efetuado. O caso continua em segredo de Justiça.

Nelson Wilians, advogado que representa Rose Miriam di Matteo na batalha pelo reconhecimento da união estável, afirma que, caso seja comprovada a existência de um quarto filho do apresentador, “isso por si só invalidaria o testamento” de Liberato.

Em abril deste ano, a coluna Leo Dias, do Metrópoles, já havia divulgado a existência de Ricardo. O homem é um comerciante de São Paulo que busca o reconhecimento judicial como filho do apresentador.

O comerciante alegou à Justiça que sua mãe, chamada Otacília, conheceu Augusto Liberato no segundo semestre de 1973, quando o apresentador tinha apenas 14 anos, e que eles acabaram desenvolvendo um relacionamento casual. Os dois teriam se conhecido em uma padaria próxima ao local onde ambos trabalhavam. Segundo a ação, Gugu estava empregado em uma imobiliária próxima ao local, enquanto Otacília trabalhava como empregada doméstica para uma família de origem japonesa.

A mulher teria descoberto sua gravidez no início do ano seguinte, em 1974, e teria procurado Augusto Liberato para contar a novidade. No entanto, Gugu não foi mais encontrado. Ricardo Rocha nasceu em outubro de 1974 e foi registrado sem o nome do suposto pai em sua certidão de nascimento.

À medida que crescia, a mãe do comerciante informou-lhe que seu pai era Gugu Liberato, que iniciou uma carreira bem-sucedida na televisão a partir da década de 80. No entanto, Rocha optou por não buscar o reconhecimento da paternidade.

Após a morte de Gugu no final de 2019 e a abertura do inventário do apresentador, Ricardo Rocha decidiu entrar com uma ação de reconhecimento de paternidade “post mortem”, ou seja, após a morte do apresentador.

Compartilhe essa notícia ✈️
0
Compartilhar
URL compartilhável
👀 Talvez você queira saber
0
Compartilhar