in

ForçaForça KKKKKK

Jovem processa médico por ter nascido com má formação

A britânica Evie Toombes, de 20 anos, processou o clínico geral que atendeu sua mãe antes da gravidez e deve ganhar uma indenização milionária. A atleta de hipismo sofre de má-formação na coluna (espinha bífida) e, por isso, precisa ficar até 24 horas conectada a tubos. À Justiça, a jovem alegou que ela “não deveria ter nascido”.

Segundo ela, o médico identificado como Philip Mitchell não disse para sua mãe, Caroline Toombes, sobre a importância de tomar ácido fólico – vitamina que auxilia na formação do feto – antes de engravidar. Caso Caroline tivesse essa orientação, ela teria adiado a concepção e, provavelmente, a jovem não teria nascido. As informações são do jornal The Sun.

Já o advogado do médico, Michael de Navarro, insinuou que a mulher já poderia estar grávida quando se consultou com o Dr. Mitchell. Ele alegou, ainda, que o clínico disse que se a mulher tivesse uma boa dieta, os suplementos seriam menos importantes, mas negou que tenha dispensado o uso.

Em decisão na Suprema Corte de Londres, no entanto, a juíza Rosalind Coe apoiou Evie e concedeu a ela o direito a uma indenização que deve cobrir seus gastos com a saúde pelo resto da vida.

‘Propósito e direção’

Além de participar de competições de hipismo nacionais e internacionais, Evie Toombes dá aulas para crianças a respeito de “doenças invisíveis” e trabalha na Universidade de Nottingham. No seu Instagram, em que soma mais de 20 mil seguidores, a jovem disse que ter nascido com espinha bífida lhe deu “uma paixão na vida, um propósito e direção”.

Em 2018, ela ganhou o Prêmio de Inspiração Jovem em um evento beneficente, onde conheceu o Príncipe Harry e a atriz Meghan Markle.