⚡ Curiosidades, celebs, séries, músicas, cinema e muito mais!

+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

iFood expulsa do app mulher que humilhou entregador no Rio 15

iFood expulsa do app mulher que humilhou entregador no Rio

O iFood baniu do aplicativo uma moradora do Leblon, bairro nobre do Rio de Janeiro, após um vídeo onde ela destrata um entregador viralizar nas redes sociais.

Nas imagens, a cliente se nega a dar o código da compra para receber o produto, chega a pedir a presença da polícia no local e pega o sorvete realizar o procedimento.

A plataforma afirmou que o código de validação de entrega é uma medida de segurança tanto para os clientes como para os entregadores.

O código deve ser informado pelos clientes no momento da entrega do pedido, recomenda a empresa de tecnologia.

“Caso o cliente se recuse a fornecer o código, o entregador deve acionar o atendimento via chat, que fornecerá as instruções necessárias para que o pedido seja concluído corretamente no app iFood para Entregadores”, orientou a empresa.

Humilhação pode gerar indenização

"Aqui no Rio de Janeiro, quem tem dinheiro, tem poder", disse o entregador à CNN. (Fonte: Getty Images/Reprodução)“Aqui no Rio de Janeiro, quem tem dinheiro, tem poder”, disse o entregador à CNN. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Fonte:  Insira a fonte 

O entregador, Breno Caetano, registrou a ocorrência e disse que ficou aliviado com a decisão do iFood de bloqueá-la, mas teme que ela possa criar outras contas. O trabalhador desligou o aplicativo depois do ocorrido e procura não realizar entregas longe de casa.

Ele afirmou que trabalha há seis meses com plataforma de delivery e já virou noite pedalando com sua bicicleta para realizar entregar. Breno disse que foi a primeira vez que foi destratado em uma entrega e não comentou se desejar processar a moradora do bairro nobre.

Qualquer pessoa que se sentir destratada por outra pode acionar a Justiça para solicitar indenização por danos morais, independente se a situação aconteceu durante a entrega por aplicativo ou não. A legislação prevê que ofensas que afetem a honra, saúde mental ou física, liberdade e reputação podem ser punidas.

Compartilhe essa notícia ✈️
0
Compartilhar
URL compartilhável
👀 Talvez você queira saber
0
Compartilhar