in

Guerra do futuro! Cão-robô faz disparos com fuzil na Rússia

Um vídeo feito na Rússia chamou atenção nas redes sociais ao mostrar um cão-robô equipado com um fuzil. O modelo (Go1) seria da companhia chinesa Unitree Robotics, sediada em Hangzhou, que custa o equivalente a R$ 15 mil — muito mais barato que o similar americano, contou o site “Cybernews”. Nas imagens, o robô canino abre fogo várias vezes. A criatura não lida muito bem com o recuo da arma no modo burst (que permite um número predeterminado de tiros em equipamentos automáticos). Já a configuração semiautomática possibilita que o robô atinja alvos sem se mover muito. Assista:

O robô no vídeo tem marcas com insígnias associadas a militares russos: uma bandeira russa de um lado e o que parece ser um lobo, que as forças especiais de Moscou usam como símbolo, levantado suspeita de que o autômato já poderia ser usado na Ucrânia.

O modelo da americana Boston Dynamics não pode ser usado como arma, conforme exige a empresa, mas é capaz de atuar em zonas de conflito, localizando minas e explosivos não detonados.

O temor de que cães-robôs sejam usados contra humanos ecoa há vários anos. A série de TV cult “Black Mirror” dedicou um episódio inteiro, “Metalhead”, ao dispositivo, em 2017. A trama segue um grupo de humanos caçados por um cão-robô. O criador da série, Charlies Brooker, disse que a inspiração para o episódio veio depois que ele viu um dos vídeos promocionais da Boston Dynamics.