⚡ Curiosidades, celebs, séries, músicas, cinema e muito mais!

+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

DETALHES: Homem agrediu Victor Meyniel após ter sexualidade revelada em portaria 13

DETALHES: Homem agrediu Victor Meyniel após ter sexualidade revelada em portaria

O advogado Ricardo Brajterman, representante de Victor Meyniel, trouxe à luz novos detalhes perturbadores sobre a agressão sofrida pelo renomado ator. Em uma conversa exclusiva com nossa coluna, a defesa revelou que Victor conheceu seu agressor, identificado como Yuri de Moura Alexandre, em uma boate na zona sul do Rio de Janeiro, a Fosfobox, apenas horas antes do incidente que abalou o país.

Os dois indivíduos decidiram seguir para a casa de Yuri, localizada em Copacabana. No entanto, na manhã do sábado, quando Victor se preparava para se despedir na portaria do prédio, um momento que deveria ser corriqueiro se transformou em um pesadelo. Yuri, ao que parece, não teria reagido bem à “exposição” causada pela despedida e teria um surto de fúria.

O advogado explicou: “Na hora de ir embora, o Victor foi se despedir, Yuri não quis. Sem entender, o Victor perguntou o motivo e ao ter a sexualidade revelada ali, ele teve esse surto e aconteceu a agressão.”

O vídeo chocante, publicado por Ricardo Brajterman, mostra claramente Victor Meyniel sendo brutalmente agredido, enquanto o porteiro do edifício observa a cena sem intervenção. Esse trágico episódio é considerado um crime de homofobia.

Ricardo Brajterman declarou com veemência: “Estamos adotando todas as medidas judiciais cabíveis na esfera cível e criminal. Esse crime bárbaro não passará impune. É tudo absurdo, a brutalidade do criminoso e a omissão do porteiro.”

Uma nota oficial emitida por Ricardo Brajterman informou que Victor Meyniel e sua mãe prestaram queixa na delegacia e abriram um boletim de ocorrência. O ator também passou por exame de corpo de delito como parte do procedimento legal.

Quanto ao agressor, ele foi preso e posteriormente encaminhado para um hospital. Brajterman acrescentou: “O agressor foi preso e encaminhado na tarde de sábado para o hospital. A prisão preventiva (do agressor) foi pedida. Ele também está sendo acusado de falsidade ideológica porque se identificou como médico da aeronáutica.”

A nota também destaca que o porteiro do prédio foi indiciado por omissão de socorro, destacando a negligência que agravou ainda mais a situação.

Esse incidente chocante ressalta a importância contínua da luta contra a homofobia e a necessidade de conscientização sobre a discriminação que muitos indivíduos LGBTQ+ ainda enfrentam na sociedade.

Compartilhe essa notícia ✈️
0
Compartilhar
URL compartilhável
👀 Talvez você queira saber
0
Compartilhar