in

GRRGRR AFFAFF

Deputado do partido de Bolsonaro diz que alunos da cidade da boate Kiss merecem ser queimados

O bolsonarista Bibo Nunes (PL), deputado federal não reeleito, afirmou em uma live, nesta quinta (20), que estudantes de Santa Maria merecem ser “queimados vivos”. A cidade ficou marcada pela tragédia da boate Kiss, quando um incêndio matou 242 pessoas, boa parte deles estudantes da cidade, e feriu mais de 600 em 2013.

O parlamentar usou as redes sociais para atacar um protesto de alunos da Universidade Federal de Santa Maria, realizado na semana passada, contra o contingenciamento das verbas para as instituições de ensino superior por parte do governo federal. Ele tachou os estudantes de “inúteis” e afirmou que eram ricos mimados.

“Ser rico não é problema. Mas ser rico e não ter noção, ser uns coitadinhos. É o filme ‘Tropa de Elite’. Sabe o quê que aconteceu lá? Olha o filme um. Pegaram aqueles riquinhos ajudando pobres, se deram mal, queimados vivos dentro de pneus. Queimaram vivos dentro de pneus! E é isso que estes estudantes alienados, filhos de papai que tem grana merecem. Estamos em uma grande campanha para ver Bolsonaro vencer a eleição. Ou você quer comer gato e cachorro?”

A Universidade Federal de Santa Maria mantém na internet uma página listando 113 estudantes da instituição que morreram no incêndio da boate Kiss. Entre os cursos que mais sofreram perdas humanas, estavam os do Centro de Ciências Rurais, com 64 mortos, incluindo 26 do curso de Agronomia, 15 do curso de Medicina Veterinária e 15 do curso de Tecnologia de Alimentos.

Gritando no vídeo, o deputado tentou vincular o protesto à eleicão: “Esses são os alunos da Universidade Federal de Santa Maria que foram protestar ‘viva Lula, Lula lá’. Vocês são a vergonha, a escória do mundo, vocês têm que viver no lixo, no lixo, no esgoto. Porque vocês são uns coitados, uns miseráveis. Vocês não produzem nada”.

O ex-reitor da Universidade Federal de Santa Maria, Paulo Burmann, que também foi candidato a deputado federal, mas pelo PDT, e não se elegeu, chamou o ataque do deputado de “injusto e covarde” e defendeu os estudantes, através de um vídeo postado nas redes sociais.

“Ofendeu e desqualificou estudantes e suas famílias que se manifestaram pacificamente contra os cortes que vêm sendo feitos na educação, na saúde e na ciência para alimentar o orçamento secreto. E que, entre outras coisas, impossibilita que eles continuem os seus estudos e que a ciência avance. É um ataque arrogante, carregado de ódio, sem nenhum sentimento humano”, afirmou.