⚡ Curiosidades, celebs, séries, músicas, cinema e muito mais!

+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

VÍDEO: Escola julga desenho de criança como “inapropriado” e revolta mãe 9

VÍDEO: Escola julga desenho de criança como “inapropriado” e revolta mãe

https://www.metropoles.com/brasil/bolsonaristas-tentam-promover-primeiras-manifestacoes-pos-8-1

Uma mulher de Michigan, nos Estados Unidos, publicou um vídeo no TikTok em que declara sua raiva com a escola em que a filha de 11 anos estuda. No post, com mais de 800 mil visualizações até o momento, Sierra Carter relata que o desenho de um porquinho feito pela criança foi confiscado por uma professora após ela achar a arte “inapropriada”. Segundo a moça, a docente identificou na gravata do animal um pênis.

“A professora foi até a minha filha e pediu todos os papéis dela. Minha filha disse, na hora, que desenhou uma gravata borboleta”, conta a mulher no vídeo. “Mas a professora começou a pegar todos os papéis dela e disse que tinha de levar o projeto para o vice-diretor da escola”, acrescenta, indignada.

O desenho, batizado de Piggie, mostra um porquinho acenando com a mão, seguido da palavra: “Hi” (Oi, em português).

@sierraleann30

I can’t make this crap up.#bullies #angrymom #kidprojects #bowtie

♬ Collide (sped up) – Justine Skye

Após ficar receosa com a ilustração, a docente confiscou o desenho e chamou os pais da criança. “Recebi um telefonema da professora. Ela disse que a minha filha, que tem 11 anos, havia desenhado algo inapropriado na aula de artes, e que um estudante se aproximou dela e a avisou que achava que a minha garotinha desenhava ‘partes de menino’ em seu projeto escolar”, detalha a mãe na filmagem.

Devido à situação, a progenitora participou de reuniões com a escola na presença de um assistente social. Ao longo do vídeo, Sierra ainda diz que o assunto não foi resolvido por completo, e que o desenho está guardado no arquivo da filha.

@

♬ –

“Cheguei lá e eles me levaram para uma sala de conferências e sentei junto com o professor e o assistente social da escola. Eles me entregaram o desenho ‘muito ofensivo’ dela, e assim que olhei para ele, eu fiquei tipo: ‘Vocês estão brincando comigo?’”, defende Sierra no post. “É uma maldita gravata borboleta”, esbraveja.

“Cheguei lá e eles me levaram para uma sala de conferências e sentei junto com o professor e o assistente social da escola. Eles me entregaram o desenho ‘muito ofensivo’ dela, e assim que olhei para ele, eu fiquei tipo: ‘Vocês estão brincando comigo?’”, defende Sierra no post. “É uma maldita gravata borboleta”, esbraveja.

Ao concluir o vídeo, Sierra afirma que a filha nunca foi inapropriada, e que a escola a deixou confusa. “Ela nunca falou sobre ‘partes de menina’ ou ‘partes de menino’; nunca desenhou nada disso, em casa ou na escola”, assegura.

A história acabou ganhando um fim feliz quando um empreendedor decidiu apoiar Sierra e sua filha. Ele pretende transformar o desenho do porquinho em uma estampa de camiseta, que será vendida por US$ 25, cerca de R$ 132.

Compartilhe essa notícia ✈️
0
Compartilhar
URL compartilhável
👀 Talvez você queira saber
0
Compartilhar