in

TRE barra candidatura de Lourdes Melo e calam a candidata

O TRE-PI (Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Piauí) indeferiu hoje as candidaturas de Lourdes Melo e de seu vice, Cloves José, ambos do PCO (Partido da Causa Operária), que tentavam vaga ao Palácio de Karnak, sede do governo do estado. A candidata chamou atenção de internautas no pleito de 2022 após viralizar em um debate entre os concorrentes ao governo. (Assista ao vídeo abaixo)

Acordam as/os Juízas/es do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, por unanimidade, indeferir o presente pedido de registro de candidatura, na forma do voto da Relatora. Trecho da decisão sobre candidatura de Lourdes Melo

O TRE-PI decidiu indeferir a candidatura de Lourdes após o PCO apresentar fora do prazo o nome de Cloves José ao cargo de vice-governador. O candidato anterior ao mesmo cargo na chapa renunciou, e a legenda acabou protocolando o pedido de substituição em 13 de setembro, um dia depois do permitido. Com isso, o MPE (Ministério Público Eleitoral) opinou pelo indeferimento da chapa inteira, o que foi aceito pelos juízes eleitorais.

Ao UOL, por telefone, Lurdes disse que a chapa irá recorrer da decisão do tribunal e que, apesar do que chamou de “perseguição” e “caça às bruxas”, ela não irá se calar.

Nós recorremos, continuamos sendo candidatos. Dizemos também que isso é uma ‘perseguição dos grandes’ aí contra a nossa candidatura. Nós não vamos recuar, nós não vamos nos calar. Eles querem calar a nossa voz, a nossa participação numa eleição. Mas vamos continuar lutando. – Lurdes Melo ao UOL

“Eles alegam que a nossa candidatura não foi intermitente, mas nós temos cumprido todos os prazos. É uma ditadura, não é democrática”, acrescentou.