in

Travis Scott e Drake são processados em US$750 milhões após mortes em festival

Parece que não vai ficar barato para os envolvidos do festival Astroword, que vitimou nove pessoas, além de centenas de feridos. Promovido pelo rapper Travis Scott, ele é o principal alvo de um processo avaliado em US$750 milhões da parte das vítimas. Mas há outros que também estão sendo processados, incluindo o rapper Drake.  A denúncia alega que Travis Scott já tinha um histórico de violência em seus shows e Drake aceitou fazer uma aparição surpresa, mesmo assim. “Quando Drake aceitou o convite de Travis para se apresentar no Astroworld 2021, [Drake] estava bem ciente dos danos que [Travis] havia causado em seus shows no passado”, comenta o documento do processo. “[Drake] também estava bem ciente do tamanho e da volatilidade esperados da multidão e da probabilidade de incitamento”. A denúncia continua alegando que Travis Scott“glorifica a violência e outros comportamentos perigosos”. No caso de Drake, mesmo que ele tenha sido apenas uma aparição surpresa e não tenha uma história tão prolífica de incitação à violência, ele ainda “se beneficiou muito com o legado ‘doentio’ de Travis“.

Veja a participação de Drake no Show:

https://twitter.com/LLCoolJ_Hunt/status/1456853302889570307 Entre outros citados no processo, estão Apple Music, Live Nation, Cactus Jack Records (gravadora de Travis Scott), Epic Records e Tristar Sports & Entertainment Group. Todos estas empresas estiveram envolvidas no festival.

Drake comenta tragédia no show do Travis Scott

A morte de 8 pessoas, além de centenas de feridos, no show do Travis Scott em Houston, Texas, na noite de 5 de novembro, chocou o mundo. As notícias foram devastadoras, principalmente para o mundo do rap. Drake, um dos principais nomes do ramo, se pronunciou sobre o caso, mostrando extrema tristeza e oferecendo ajuda. Leia o que ele escreveu:

“Passei os últimos dias tentando envolver minha mente em torno desta tragédia devastadora. Detesto recorrer a esta plataforma para expressar uma emoção tão delicada como a dor, mas é aqui que me encontro. Meu coração está partido pelas famílias e amigos daqueles que perderam suas vidas e por todos que estão sofrendo. Continuarei a orar por todos eles e prestarei serviço de todas as maneiras que puder. Que Deus esteja com todos vocês. ”

As mortes aconteceram após um tumulto na multidão do show, que correu descontroladamente para a frente do palco. Isso causou um caos generalizado, provocando ferimentos e paradas cardíacas. Oito delas foram fatais.