in

Peter Dinklage detona novo live-action de Branca de Neve e os Sete Anões: 'Muita hipocrisia'

É inegável que a Disney conquistou o mundo inteiro com suas animações – e uma das tendências que o famoso estúdio criou e continua alimentando são os live-actions. Entre os projetos futuros está o remake de Branca de Neve e os Sete Anões, com Rachel Zegler na pele da protagonista e Gal Gadot na da Rainha Má. Embora os fãs da Casa do Mickey estejam ansiosos para rever esse clássico em carne e osso, há um ator que não é a favor de trazê-la de volta aos cinemas: Peter Dinklage.

Conhecido por sua brilhante atuação como Tyrion Lannister, em Game of Thrones, ele deu uma entrevista ao podcast WTF, do comediante Marc Maron, e detonou o novo filme da Disney. “Existe muita hipocrisia”, afirmou Dinklage. “Sem querer ofender ninguém, eu fiquei um pouco surpreso quando eles anunciaram que estavam dando o papel de Branca de Neve para uma atriz latina. Mas, ao mesmo tempo, seguem contando a história de Branca de Neve e os Sete Anões. Dê um passo para trás e veja o que você está fazendo! Não faz sentido para mim.”

Dinklage, que tem uma forma de nanismo chamada acondroplasia, esclarece o motivo de sua revolta: “Você é progressista para uma coisa, mas ainda insiste naquela velha história sobre sete anões vivendo juntos em uma caverna? Cara, o que diabos você está fazendo? Será que eu não fiz nada para ajudar minha causa? Acho que não estou gritando o suficiente.”

Quanto à diversidade racial presente no elenco do live-action – Zegler é descendente de colombianos, enquanto Gadot é israelense –, Dinklage disse: “Eles estavam muito orgulhosos. Todo o meu amor e respeito às atrizes e às pessoas que achavam que estavam fazendo a coisa certa. Mas eu fiquei tipo ‘o que você está fazendo?” Por fim, o ator declarou que aceitaria participar do longa se houvesse “uma reviravolta maluca, legal ou progressiva”.

Dirigido por Marc Webb (O Espetacular Homem-Aranha) e com produção de Marc Platt, Branca de Neve e os Sete Anões começou a ser produzido este ano e tem previsão de estreia para 2023. Além de Zegler e Gadot, a Disney escalou Andrew Burnap para o papel principal masculino, que não tem qualquer relação com o príncipe nem com o caçador. Mas nada foi dito sobre os planos do estúdio para o grupo de anões.

Vale lembrar que a trilha sonora também vai ganhar uma repaginada. Benj Pasek e Justin Paul, a dupla vencedora do Oscar e do Tony por La La Land, está encarregada de compor músicas inéditas para o filme.

Detalhes sobre a trama não foram divulgados, apesar de Gadot ter reconhecido, durante a estreia de Alerta Vermelho, que a refilmagem seria “diferente” do desenho animado lançado em 1937 – o primeiro da Casa do Mickey. Sucesso estrondoso na época, a obra revolucionou a indústria do entretenimento e, inclusive, levou um Oscar Honorário por seu pioneirismo. Em 2022, completa 85 anos.