in

Pânico! at the Disco anuncia disband: ‘Tem sido uma jornada infernal’

Panic at the Disco , a banda de pop-rock que se formou em Las Vegas há quase 20 anos e gradualmente se tornou um veículo solo do vocalista Brendon Urie, anunciou na manhã de terça-feira que o grupo terminará após sua próxima turnê europeia. Urie diz que ele e sua esposa estão esperando seu primeiro filho e “Vou encerrar este capítulo da minha vida e colocar meu foco e energia em minha família, e com isso Panic! At The Disco não existirá mais.”

A turnê final começa em Viena em 20 de fevereiro e termina em Manchester, Inglaterra, em 10 de março. A declaração de Urie segue abaixo na íntegra.

Bem, tem sido uma jornada infernal…
Crescendo em Las Vegas, eu nunca poderia imaginar onde esta vida me levaria. Tantos lugares ao redor do mundo, e todos os amigos que fizemos ao longo do caminho.

Mas às vezes uma jornada deve terminar para que uma nova comece. Temos tentado manter isso para nós mesmos, embora alguns de vocês possam ter ouvido falar… Sarah e eu estamos esperando um bebê muito em breve! A perspectiva de ser pai e ver minha esposa se tornar mãe é ao mesmo tempo humilhante e emocionante. Estou ansioso por esta próxima aventura.

Dito isso, vou encerrar este capítulo da minha vida e colocar meu foco e energia na minha família e, com isso, o Panic! At The Disco não existirá mais.

Obrigado a todos pelo imenso apoio ao longo dos anos. Sentei-me aqui tentando encontrar a maneira perfeita de dizer isso e realmente não consigo colocar em palavras o quanto isso significou para nós. Quer você esteja aqui desde o início ou apenas nos encontrando, foi um prazer não apenas dividir o palco com tantas pessoas talentosas, mas também compartilhar nosso tempo com você. Estou ansioso para ver todos na Europa e no Reino Unido para uma última corrida juntos.

Eu te amo. Eu gosto de você. Obrigado por existir.

Brendon

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Panic! At The Disco (@panicatthedisco)

 

O grupo, que lançou sete álbuns, foi formado em 2004, quando Urie e os co-fundadores Ryan Ross, Spencer Smith e Brent Wilson estavam no ensino médio. Seu primeiro álbum, “A Fever You Can’t Sweat Out”, foi lançado no ano seguinte e, impulsionado pelo hit “I Write Sins Not Tragedies”, rapidamente os levou ao estrelato. O álbum foi certificado com platina tripla e o grupo limpou no MTV Video Music Awards no ano seguinte. No entanto, Wilson deixou a banda e antes do lançamento de seu segundo álbum, “Pretty. Odd.”, que representou uma mudança de direção musical; no final das contas, Urie e Smith foram os únicos fundadores restantes. Mais dois álbuns, “Vices & Virtues” (com Urie e Smith tocando todos os instrumentos) e “Too Weird to Live, Too Rare to Die!”

Mais dois álbuns se seguiram, intercalados com Urie aparecendo na Broadway em um papel principal no musical “Kinky Boots” de Cyndi Lauper. Ele colaborou com muitos músicos ao longo dos anos, desde Fall Out Boy até, mais recentemente, Taylor Swift, fazendo um dueto com ela e aparecendo no elaborado vídeo de seu hit de 2018 “Me!” Ele relançou o Panic no ano passado com o álbum e single “Viva Las Vengeance ” e seguiu com uma turnê, mas a banda não conseguiu atingir seus picos anteriores.

 

Com Urie como o único membro constante da banda, não está claro qual será a distinção entre Panic e seus projetos futuros, mas aparentemente ele sentiu que o nome não é mais representativo e, aos 35 anos, decidiu que era hora de seguir em frente. a partir dele.