in

Justiça determina congelamento de contas de Pabllo Vittar

Não é somente no palcos que o nome de Pabllo Vittar tem sido presente, nos tribunais também. A cantora voltou a se envolver em uma mais uma questão da Justiça, dias depois de ter aberto um processo contra uma empresa de eventos, o que aconteceu na semana passada.

Agora, a drag queen, que foi processada por uma compositor no mês passado, é alvo da ação judicial, que acabou com o bloqueio das suas contas bancárias e de fundos de investimento da sua titularidade. Segundo informações divulgadas pelo colunista Ancelmo Góis, do jornal O Globo, a determinação é do juiz Ernane Fidelis Filho, do último dia 9.

O motivo é um processo que corre na 11ª Vara Cível de Brasília, desde 2018, sobre uma dívida de relativa a compra de um imóvel na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais. De acordo com a publicação, o valor do débito, pelo que consta no processo, é de R$ 142.389,07, dinheiro que foi encontrado nas contas da artista.

Dias atrás, os advogados de Pabllo alegaram que não há conhecimento da artista sobre a dívida. “A artista Pabllo Vittar nunca foi citada neste processo, tendo tomado ciência dessa demanda somente quando houve o bloqueio judicial de sua conta corrente. Assim que tomou ciência da situação, a sua equipe jurídica tomou as devidas providencias e espera reverter essa decisão em breve, uma vez que houve completo cerceamento do direito ao devido processo legal, ampla defesa e contraditório. Trata-se de grande equívoco que espera seja revertido pela Justiça.”