in

Jovens são executados na Coreia do Norte após assistirem filmes da Coreia do Sul

Dois adolescentes teriam sido executados, em outubro, pelo pelotão de fuzilamento da Coreia do Norte após assistirem e venderem obras sul-coreanas.

Os jovens, de 16 e 17 anos, teriam sido pegos tentando vender pen drives com doramas (famosas séries da Coreia do Sul). Esses arquivos são tipicamente trazidos da China.

O governo norte-coreano condena mídias contrabandeadas do estrangeiro para evitar uma suposta lavagem cerebral em sua população.

De acordo com testemunhas à RFA (Radio Free Asia), os jovens foram mortos em frente à população em um campo de aviação da cidade de Hyesan, na fronteira com a China.

As autoridades colocaram os estudantes na frente do público, os condenaram à morte e imediatamente atiraram neles”, disse um deles.

O morador acrescentou que as autoridades não perdoam àqueles que assistem ou distribuem as obras da Coreia do Sul ou cometem assassinatos. “Serão condenados à pena máxima”, afirmou.

As exceções da punição são raras, mas outro morador de Hyesan afirmou que os jovens pegos assistindo filmes estrangeiros podem ser enviados a um centro de trabalho.

Caso haja uma segunda infração, será encaminhado para um campo correcional por 5 anos junto aos pais.

Um terceiro adolescente, com cerca da mesma idade, também foi executado após assassinar a própria madrasta.