in

AFFAFF KKKKKK GRRGRR

Jovem evangélico diz ter sido expulso de igreja por votar em Lula

O estudante de Ciências Políticas Brenno Souza afirmou ter sido expulso de sua igreja, a Presbiteriana Oceânica, em Niterói (RJ), por ter postado em suas redes sociais uma foto com adesivos de Lula. Líder do ministério de crianças da congregação, Souza disse que foi acusado pelo pastor da igreja evangélica de ser um “infiltrado para ensinar o marxismo cultural” às crianças.

A publicação da foto com adesivos de Lula foi em 2 de outubro. No dia seguinte à votação, segundo Souza, ele foi chamado a um “gabinete” do presidente da igreja, o pastor Paulo Henrique Callado. Os gabinetes são sessões de aconselhamento entre fiéis e líderes evangélicos.

“Eu achava que seria um gabinete para falar sobre o ministério que eu comandava, o das crianças, mas eu comecei a ser questionado sobre por que eu havia votado no Lula. Eles me acusaram de estar ouvindo demais meus professores da faculdade e de ser um infiltrado para ensinar marxismo cultural para as crianças. No final da reunião, eu fui convidado a procurar outra igreja”, disse Souza à coluna.

Na igreja havia sete anos, Souza contou que o pastor da Presbiteriana Oceânica antes tentou convencê-lo a mudar de posição política para a “direita”. Diante de sua recusa, o pastor disse que ele deveria sair do ministério das crianças e procurar uma igreja que “concordasse com suas ideologias”.

O estudante afirmou que Callado costumava, durante algumas pregações, associar Lula ao “anticristo”, e dizer aos fiéis que evangélicos não poderiam votar em Lula.

A coluna procurou o pastor Paulo Henrique Callado, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem. O espaço está aberto para manifestações.