in

Idosa cai em golpe após marido viajar para participar de ato golpista em Brasília

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul investiga o caso de uma idosa, de 66 anos, que caiu em um golpe de pagamento de fiança acreditando que o marido dela estaria entre os presos após os atos golpistas ocorridos em Brasília.

De acordo com a investigação, a vítima que mora na região do bairro Cabreúva, em Campo Grande, recebeu uma ligação de um homem que se apresentou como delegado da Polícia Federal, no fim da tarde de segunda-feira (9).

A mulher acreditou na versão do golpista porque o marido, de fato, viajou para participar dos ataques golpistas às sedes dos Três Poderes no Distrito Federal, no último domingo (8).

ça para a soltura do marido da vítima supostamente preso em Brasília.

No primeiro momento, a vítima transferiu R$ 1.500 via Pix. O golpista, no entanto, pediu mais dinheiro para que o homem fosse solto. Foi quando a mulher recorreu à filha de 21 anos para que pagasse o restante exigido pelo falso delegado. A jovem acabou transferindo mais R$ 136.

A idosa só percebeu que havia caído em um golpe horas depois, após conseguir contato com o marido.

A vítima procurou a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Centro para registrar a ocorrência. Segundo a Polícia Civil, o caso foi registrado como estelionato. A investigação será encaminhada para a delegacia da área. Até a noite desta quarta-feira (11), ninguém havia sido preso nem o dinheiro, recuperado.