in

Gerente recebe elogios por deixar crianças de rua assistirem a desenhos animados: ‘Belo gesto’

O momento compartilhado no Twitter mostra algumas crianças em situação de rua sentadas em frente ao expositor, onde se pode ver a televisão na qual o homem permite que escolham o programa que querem ver. Um hábito que ele faz todas as noites.

Vivemos em uma sociedade onde estamos constantemente preocupados e estressados com os problemas, mas também ocupados com o trabalho e desmotivados. Isso tem feito com que nos fecharmos gradativamente na negatividade e nos esqueçamos das coisas belas da vida.

É importante lembrar, no entanto, que são coisas como empatia e solidariedade que nos tornam humanos. Essas qualidades podem ser encontradas nas ações que fazemos e vemos em outras pessoas, não importando quão grandes ou pequenas sejam.

Recentemente, um vídeo viralizou nas redes sociais, mostrando um gesto de bondade de um gerente de uma loja em relação a algumas crianças que vivem nas ruas.

O vídeo começa mostrando a loja eletrônica por fora, para depois dar um zoom na cena comovente em que as duas crianças estão sentadas, assistindo a um programa de televisão dedicado a elas. O gerente da loja fica ao lado delas e, com um controle, seleciona o programa infantil que elas desejam ver na televisão da loja, sendo “Talking Tom e Amigos” a escolha.

Segundo o usuário que postou o vídeo no Twitter, este é um costume do gerente da loja, permitindo que as crianças sem-teto escolham o que assistir na tela da TV todas as noites. Este gesto, embora pequeno, é extremamente importante e tem o poder de deixar as crianças muito felizes.

Esse vídeo também foi muito bem recebido pelos usuários das redes sociais, que deixaram comentários como “A humanidade nos capacita a saudar nossa vida e nossa vida não deve ser egoísta”, “Foi a melhor coisa que vi hoje. O gerente da loja deixou as crianças muito felizes com seu gesto de gentileza” e “É bom ver alguém demonstrando empatia, muito comovente”. Estes comentários mostram como este gesto tocou e inspirou as pessoas a serem mais solidárias e empáticas.