in

GRRGRR

Eduardo Bolsonaro quer criar grupo parlamentar com uma ditadura árabe

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) quer levar para dentro do Congresso Nacional a relação e admiração do governo de seu pai por países árabes de pouco apreço pela democracia e pelas liberdades individuais. Eduardo propôs a criação do grupo parlamentar Brasil-Bahrein.

No mês passado, Bolsonaro inaugurou a instalação da embaixada brasileira naquele país. O Bahrein é um país controlado por uma família, não tem eleição para qualquer cargo de executivo e um monarca escolhe o primeiro-ministro e os outros integrantes do governo.

Não há liberdade de imprensa, jornais livres e as emissoras de TV são do Estado.

Eduardo Bolsonaro foi o primeiro parlamentar brasileiro a fazer uma visita oficial ao país, em 2018.

Um grupo parlamentar como esse que está sendo criado tem o papel de aproximar as relações bilaterais entre os dois países.

O deputado quer urgência na criação desse grupo e obteve assinaturas de colegas bolsonaristas na Câmara e de líderes de alguns partidos da base, mas chama a atenção a adesão do líder do PSDB, Rodrigo Castro (MG).

Em live recente ao lado de Bolsonaro, Eduardo defendeu o Bahrein e outros países árabes de pouco respeito à democracia, como Emirados Árabes e Catar, e afimou se tratar de monarquias que sinalizam para um processo de abertura.