in

GRRGRR AmeiAmei KKKKKK ForçaForça AFFAFF

Câmara aprova audiência para impedir lançamento de Barbie trans

Pedido é do deputado Otoni de Paula, vice-líder do governo na Casa

A Câmara dos Deputados aprovou, na noite desta quarta-feira (1º/6), um requerimento para a realização de audiência pública com a finalidade de debater a mais nova boneca lançada pela Mattel, uma Barbie inspirada na atriz transexual Laverne Cox, famosa por obras como Orange is the new black, da Netflix.

O autor do requerimento é o vice-líder do governo na Casa, o deputado bolsonarista Otoni de Paula (MDB-RJ). No texto, ele escreveu que a finalidade da audiência é “debater sobre as implicações psicossociais em crianças em decorrência da versão da boneca Barbie com órgão sexual masculino”.

O deputado é pastor e integra a chamada “bancada evangélica” do Congresso Nacional, com forte atuação nas chamadas “pautas de costumes”. De acordo com a coluna do jornalista Lauro Jardim, no jornal O Globo, o parlamentar quer ouvir o representante da fabricante do brinquedo no Brasil, a Mattel, e um do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos.

Órgãos sexuais

A alegação do requerimento não condiz com a história das bonecas e bonecos da marca. Tanto a Barbie quanto o namorado dela, o Ken, não têm órgãos genitais. Uma das versões mais famosas do brinquedo, inclusive, é a Barbie gestante, mas mesmo nessa edição os bebês não nascem pela genitália, e sim, de forma lúdica, são removidos pela barriga da boneca.

Trans

Laverne Cox, atriz que inspirou a boneca, disse em entrevista à revista Marie Claire que não tinha permissão para brincar com bonecas Barbies quando era criança. “Quando eu tinha trinta e poucos anos, meu terapeuta me lembrou que nunca é tarde demais para se ter uma infância, e que eu deveria sair e comprar Barbies e brincar com elas como uma forma de curar minha criança interior. E curar meu trauma de infância. Foi o que fiz”, disse.

Com o lançamento da boneca, a Mattel iniciou uma campanha de doações para a ONG TransFamilySOS.