in

Bolsonaro responde a doze ações no TSE que podem o deixar inelegível

Jair Bolsonaro responde a doze ações na corregedoria Tribunal Superior Eleitoral que podem fazer com que ele fique inelegível por oito anos.

As Ações de Investigação Judicial Eleitoral estão sob relatoria dos ministros e corregedores eleitorais Mauro Campbell Marques e Benedito Gonçalves.

No que depender do ministro Benedito Gonçalves, Bolsonaro e seus aliados não serão poupados. Benedito costuma brincar com colegas da Justiça Eleitoral que compartilha dos mesmos entendimentos de Alexandre de Moraes.

A maioria das ações foram ajuizadas pelo PT e pela coligação que apoiou a candidatura vitoriosa de Lula.

Em caso de condenação, Bolsonaro pode ficar inelegível por oito anos.