⚡ Curiosidades, celebs, séries, músicas, cinema e muito mais!

+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

Americano "viciado em ser jovem" irá trocar sangue com o seu filho de 17 anos 13

Americano “viciado em ser jovem” irá trocar sangue com o seu filho de 17 anos

Um fanático antienvelhecimento está chamando a atenção por seus métodos extremos na busca pela juventude eterna. Bryan Johnson, um desenvolvedor de software de 45 anos, gasta cerca de US$ 2 milhões por ano em uma missão para retardar o envelhecimento e manter seus órgãos internos funcionando de forma jovem. No entanto, sua mais recente medida chocante envolveu seu próprio filho adolescente.

Segundo relatos da Bloomberg, Johnson convocou seu filho de 17 anos, chamado Talmage, para se tornar seu “garoto de sangue” pessoal. Em uma clínica perto de Dallas, no mês passado, pai e filho compareceram a um tratamento de troca de sangue de uma hora. Enquanto Johnson normalmente recebe plasma de um doador anônimo, desta vez ele optou por usar o sangue de seu filho. Um litro do sangue de Talmage foi convertido em plasma líquido, glóbulos vermelhos e brancos, e plaquetas, que foram então alimentados nas veias de Johnson.

O pai de Johnson, Richard, de 70 anos, também participou do procedimento, recebendo o mesmo tratamento que seu filho. Johnson alega ter uma equipe de 30 médicos e especialistas em saúde regenerativa supervisionando seu regime antienvelhecimento, que inclui viagens regulares à clínica de Dallas para a troca de plasma.

O uso do plasma como técnica antienvelhecimento tem ganhado atenção de entusiastas do bem-estar desde que cientistas realizaram experimentos em ratos, costurando ratos jovens e velhos juntos para compartilhar um sistema circulatório. Os ratos mais velhos apresentaram melhorias na função cognitiva, metabolismo e estrutura óssea, enquanto os mais jovens pareceram se beneficiar da doação frequente de sangue. No entanto, os dados baseados em humanos são escassos, e muitos pesquisadores consideram as técnicas de troca de plasma para longevidade como inconclusivas.

Charles Brenner, bioquímico do City of Hope National Medical Center em Los Angeles, expressou sua preocupação em relação a essas práticas. Segundo ele, não há evidências suficientes para sugerir que esse tratamento seja viável em humanos, considerando-o nojento, sem embasamento científico e relativamente perigoso.

Enquanto os plasmas sanguíneos são tradicionalmente administrados a pacientes com condições médicas específicas, como traumas, queimaduras, choque, doenças hepáticas graves e deficiências de coagulação, seu uso como técnica antienvelhecimento ainda requer mais estudos e comprovações científicas. O debate sobre os limites éticos e a eficácia desses métodos continua em andamento, deixando muitos questionando até que ponto vale a pena buscar a juventude eterna a qualquer custo.

Compartilhe essa notícia ✈️
0
Compartilhar
URL compartilhável
👀 Talvez você queira saber
0
Compartilhar