in

Algoritmo do Twitter impulsiona mais tweets de direita do que de esquerda

O Twitter compartilhou na última quinta-feira (21) os resultados de sua pesquisa de aprendizado de máquina. Os resultados indicam que o algoritmo da rede social favorece tweets de direita em detrimento de postagens da esquerda do espectro político.

A pesquisa interna da plataforma foi conduzida com tweets de políticos de sete países: Canadá, França, Alemanha, Japão, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos. Com exceção da Alemanha, em todos os outros locais os tweets de políticos de direita foram favorecidos.

O algoritmo em questão é usado desde 2016. Os usuários podem escolher se desejam ver os tweets mais recentes em ordem cronológica ou se querem ver o conteúdo selecionado com a prioridade escolhida pela própria plataforma. É nessa segunda opção que o aprendizado de máquina atua.

A pesquisa analisou não apenas tweets de políticos eleitos, mas também de veículos de notícias, influenciadores e sites oficiais do governo e de partidos. As postagens analisadas foram feitas entre 1º de abril a 15 de agosto de 2020. O estudo ainda eliminou tweets que apontam para conteúdo não político, como receitas ou esportes.

Tweets de direita favorecidos no Twitter

“Os veículos de notícias de tendência direita, conforme definido pelas organizações independentes listadas acima, vêem uma amplificação algorítmica maior no Twitter em comparação com os meios de comunicação de tendência de esquerda”, indica o resultado.

“Em seis dos sete países – todos menos a Alemanha – os tweets postados por contas da direita política recebem mais amplificação algorítmica do que a esquerda política quando estudados como um grupo”, completa ainda a análise.

O Twitter diz que vai usar os resultados para entender os motivos do algoritmo favorecer os tweets de direita. A empresa ainda diz que trabalha para evitar que esse tipo de direcionamento ocorra. A revelação da pesquisa faz parte de um processo de transparência da rede social.