in

AmeiAmei KKKKKK ForçaForça AFFAFF AINAIN GRRGRR

Adidas encerra contrato bilionário com Kanye West após comentários antissemitas do rapper

A Adidas anunciou, nesta terça-feira (25), o encerramento do contrato bilionário que tinha com Kanye West, conhecido como Ye. Nas últimas semanas, o rapper causou revolta ao praticar antissemitismo nas redes sociais.

A parceria entre o músico e a gigante marca esportiva estava prevista para se estender até o ano de 2026.

“A adidas não tolera antissemitismo e qualquer outro tipo de discurso de ódio. Os comentários e ações recentes de Ye foram inaceitáveis, odiosos e perigosos, e violam os valores da empresa de diversidade e inclusão, respeito mútuo e justiça”, afirmou a companhia alemã, em nota oficial.

A parceria entre adidas e Ye começou em 2014, logo após o rapper encerrar suas colaborações com a Nike. Em 2016, então, surgiu a linha Yeezy, criada pelo músico e pela marca, se tornando um grande sucesso de vendas no mundo todo.

No comunicado, a companhia espera um prejuízo de um valor bilionário. “Espera-se que isso tenha um impacto negativo de curto prazo de até € 250 milhões [algo em torno de R$ 1,3 milhão] no lucro líquido da empresa em 2022, dada a alta sazonalidade do quarto trimestre”, escreveu.

Leia íntegra do comunicado abaixo:

Dias atrás, Kanye West compartilhou em suas redes sociais trechos de uma conversa com o também rapper Diddy, que criticava a mensagem emitida pelo músico com a camiseta “White Lives Matter”.

“Vou usar você como exemplo para mostrar aos judeus que disseram para me ligar, que ninguém pode me ameaçar ou influenciar”, disse Ye, em publicação que foi excluída após ser denunciada como antissemita. Atualmente, o músico está banido do Twitter e do Instagram.

Esta não foi a única marca que finalizou sua parceria com o músico recentemente. Segundo o TMZ, na sexta-feira passada (21), a grife Balenciaga teria rompido suas relações com o rapper depois da sequência de polêmicas. Saiba mais aqui.