in

570 crianças yanomami morreram de fome no Governo Bolsonaro

Segundo o Ministério dos Povos Indígenas, 99 crianças do povo Yanomami morreram em razão do avanço do garimpo ilegal na região. Os dados são referentes a 2022, e as vítimas foram crianças entre um a 4 anos

Em publicação nas redes sociais, a ministra afirmou que ao menos 570 crianças morreram em decorrência de desnutrição nos últimos quatro anos, durante o governo de Jair Bolsonaro.

“É muito triste saber que indígenas, sobretudo 570 crianças yanomami, morreram de fome durante o último governo”, afirmou.

Guajajara e Lula cumprem neste sábado agenda em Roraima para visitar uma aldeia Yanomami. O povoado fica em uma localidade cercada por garimpo e há denúncias de violência contra os povos indígenas, além de registros de altas taxas de desnutrição.